Melasma X Verão

POR Dra. Adriana Lemos (CRM–32011)*

0
Criado em 18 de Dezembro de 2013 Cuidar
A- A A+
O verão é uma das estações mais esperadas do ano. É nesse período que passeamos mais, visitamos mais praias e piscinas, nos expomos mais ao ar livre nos fins de semana, enfim, aproveitamos mais os dias, que se tornam mais longos, principalmente, com o horário verão. Tudo seria perfeito, se não fossem os danos solares e as temíveis manchas que surgem e/ou escurecem quando em contato com o sol, astro principal do verão, que se mostra com a radiação mais forte durante esses meses.
 
O melasma é uma condição anormal de hiperpigmentação (escurecimento) da pele, principalmente, da face, que é estimulado, ainda mais, pelo contato com a radiação solar. Torna-se fator limitante para muitas pessoas que se incomodam com sua presença, que chegam, até mesmo, a evitar viagens para lugares maravilhosos no litoral com medo de seu consequente escurecimento. Não se pode negar que a radiação é, sim, o gatilho para sua piora, mas, hoje, já existem armas que podem nos auxiliar nesta luta. O importante é conhecê-las e usá-las com disciplina no dia a dia. São elas:
 
 
Vitamina C tópica: importante antioxidante com função também clareadora que deve ser usado todos os dias, antes do protetor solar, complementando a ação deste. Dê preferência para as formulações não oleosas, para não predispor à formação de acne.
 
Protetor solar de amplo espectro contra UVA e UVB: deve ser reaplicado conforme intervalo sugerido pelo respectivo laboratório responsável por sua fabricação. Hoje há protetores com duração de três, seis, oito e até 12 horas, com ou sem tonalizantes, com fatores de hidratação e, até mesmo, ativos antienvelhecimento nas suas formulações. Observe os tipos de protetores mais resistentes à água nos dias de “mergulho”.
 
Fórmulas clareadoras diurnas e noturnas: devem ser escolhidas e orientadas por seu médico dermatologista, devendo ser ajustadas nos meses do verão.
 
Antioxidantes orais: medicamentos que reduzem os danos causados pela radiação solar sobre a pele, reduzindo o fotoenvelhecimento e minimizando o escurecimento reacional das manchas ao sol.
 
Chapéus, bonés, viseiras, sombrinhas e roupas com proteção solar no próprio tecido: excelente opção nos dias de passeio ao ar livre, conferindo uma proteção solar extra para a pele. Há lindos modelos e várias cores para combinar com o verão e com o estilo de cada pessoa.
 
Procedimentos dermatológicos: devem ser indicados por seu médico dermatologista, visando evitar e/ou minimizar o escurecimento e o “aprofundamento” do melasma durante o verão, principalmente, logo após as viagens para a praia, onde a exposição à radiação é maior. De forma geral, os mais usados são os peelings superficiais não invasivos e alguns tipos de laser.
 
Em todo caso, o importante é aproveitarmos o verão com o que chamo de “juízo solar”, isto é, ter disciplina e respeito com a pele, que é o maior órgão do nosso corpo!
 
*Membro da Academia Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e diretora administrativa da Clínica Yaga Laser & Cosmiatria – adriana@yaga.com.br.



AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de Revista Mais. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Revista Mais poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.