O PESCOÇO TAMBÉM MERECE ATENÇÃO

Cuidar

0
Criado em 11 de Setembro de 2015 Cuidar
A- A A+
O TEMPO PASSA E, LOGO, aparecem suas marcas. Além do rosto, outra região que denuncia o envelhecimento é o pescoço, com o surgimento das temíveis rugas circulares, da flacidez e da papada.
 
Há como retardar o envelhecimento do pescoço com cremes hidratantes e protetores solares. Existem várias opções de tratamentos dermatológicos não cirúrgicos para o rejuvenescimento do pescoço, com o objetivo de melhorar a textura da pele, atenuar a formação das rugas, reduzir a papada (queixo duplo) e, principalmente, estimular o colágeno. Mas, em alguns casos, apenas a cirurgia plástica pode suprir a necessidade. Por isso, uma avaliação médica deve sempre ser realizada antes de se decidir por qualquer método, para se estar ciente do real resultado a ser alcançado.
 
Independentemente da idade, a hidratação é fundamental para mantermos a pele jovem e saudável. Um novo método de hidratação intensiva que vem ganhando destaque nos últimos congressos de dermatologia é o conceito Skin Booster®. Consiste na aplicação de um novo tipo de ácido hialurônico (mais fluido do que o usado nos preenchimentos) em diversos pontos da pele para hidratar de forma homogênea e mais eficaz, atenuando rugas e marcas finas e melhorando a firmeza da pele.
 
Outra técnica que não tem indicação por idade, mas, sim, pela intensidade de força muscular do pescoço de cada pessoa, é a aplicação da toxina botulínica (Botox®, Dysport®), capaz de atenuar e prevenir as rugas circulares que vão se formando ao longo dos anos e de definir o contorno mandibular, alongando o pescoço. Essa técnica tem recebido o nome de Efeito Nefertite e vem ganhando um grande número de adeptos devido aos excelentes resultados.
 
A luz intensa pulsada, além de tratar as rugas finas e as manchas escuras, também trata a coloração avermelhada provocada pelo sol, com o benefício de estimular um pouco de colágeno, melhorando já uma discreta flacidez.
 
Para os pacientes que já começaram a se incomodar com o acúmulo de gordura abaixo do queixo, a radiofrequência multipolar pode ser usada, pois promove um aquecimento da pele e da gordura do subcutâneo, resultando tanto na melhora da firmeza da pele, pela estimulação do colágeno, como na redução da gordura da região.
 
Para as pacientes cuja perda do contorno mandibular pela flacidez já é nítida e cujas marcas do pescoço já estão bem visíveis, o alvo de tratamento é, com certeza, o colágeno. As duas técnicas que mais estimulam a produção de colágeno são o laser de Co2 fracionado e a aplicação dérmica profunda de ácido polilático.
 
Um simples teste que ajuda a verificar o grau de flacidez cutânea é pinçar levemente uma pequena porção da pele da região em estudo, puxar suavemente e soltar. A lentidão do retorno da pele à posição inicial é diretamente proporcional ao grau de flacidez. Peles mais “firmes” voltam rapidamente à posição normal, e as mais “flácidas” demoram mais. Esse teste também serve para ajudar a se perceber a melhora da qualidade da pele após a realização dos tratamentos. O importante é estar em sintonia perfeita com seu corpo, sua alma e seu espírito!

 

*Membro da Academia Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia, e diretora administrativa da Clínica Yaga Laser & Cosmiatria – adriana@yaga.com.br.




AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de Revista Mais. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Revista Mais poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.