Outono/inverno: a melhor época para restaurar a beleza da pele

Cuidar

0
Criado em 22 de Junho de 2015 Cuidar
A- A A+
Os meses frios representam uma ótima temporada para a realização de tratamentos dermatológicos estéticos, pois é quando a pele se encontra sob menor exposição solar, reduzindo- se, assim, o risco de complicações e desconfortos após os procedimentos. O tempo frio também requer cuidados adicionais para manter a pele macia e livre de ressecamentos, sendo necessário hidratá-la mais, lavá-la com sabonetes suaves e evitar usar água muito quente. O uso diário de protetores solares continua imprescindível também nestas estações mais frias do ano.
 
Os procedimentos “rejuvenescedores” indicados para este momento são, principalmente, para o tratamento de rugas já marcadas, cicatrizes de acne, retirada de pintas, manchas e vasos, tratamentos para flacidez com procedimentos que estimulam a produção de colágeno, remoção de tatuagem, estrias, depilação a laser, dentre vários outros. Conheça alguns dos procedimentos dermatológicos mais indicados no outono/inverno:
 
Peelings químicos: causam descamação da pele. São indicados para o tratamento de manchas solares, rugas finas, estrias e acnes. Podem ser realizados de 15 em 15 dias. A pele precisa estar preparada e se deve fazer o tratamento domiciliar orientado pelo dermatologista para dar manutenção ao resultado.
 
Luz intensa pulsada: tecnologia que emite luz, atingindo vários tipos de alvo, como a melanina (sardas e manchas solares) e os vasos sanguíneos (face e colo), e ainda estimulando um pouco a produção de colágeno (flacidez e rugas). Esta técnica permite tratar alterações decorrentes do fotoenvelhecimento, como rugas finas, manchas na face, no colo e no dorso das mãos, vasos faciais finos, rosácea, manchas solares, mudanças de textura da pele, olheiras, poiquilodermia (manchas, vasos e envelhecimento do colo e do pescoço), dentre outras. As sessões são realizadas mensalmente, após a aplicação de um creme anestésico.
 
Depilação a laser: destrói o pelo seletivamente por atingir a melanina, pigmento rico nos folículos pilosos, ocasionando sua miniaturização, degeneração e fibrose. É necessário realizar sessões mensais, adequando a potência a cada tipo de pele.
É importante que os pelos não sejam depilados, nem pinçados antes do procedimento, apenas raspados.
 
Microdermoabrasão/Peeling de cristal: trata-se de uma microdermoabrasão (esfoliação) feita na pele que utiliza cristais de hidróxido de alumínio. A aplicação é rápida e indolor, não oferecendo risco e podendo ser usada em todos os tipos de pele. O tratamento pode ser seguido de peelings químicos e máscaras calmantes ou mesmo clareadoras, a fim de se otimizar o resultado.
 
Radiofrequência e infravermelho: indicado para o tratamento não cirúrgico da flacidez tecidual. É um procedimento não invasivo. O calor gerado penetra profundamente na derme e promove uma remodulação do colágeno e um enrijecimento da pele, sendo muito indicado para flacidez cutânea facial e corporal. As sessões são rápidas e indolores, não deixando qualquer marca na pele.
 
Laser de CO2 fracionado: ideal para o tratamento de rugas mais profundas, cicatrizes (inclusive de acne), estrias e fotoenvelhecimento (resurfacing). Melhora a qualidade e a textura da pele, promovendo resultados bastante satisfatórios, com sua “troca” ou “renovação” e a remodelação do colágeno, trazendo viço e firmeza. Algumas precauções são evitar exposição solar direta por um mês e usar obrigatoriamente o filtro solar.
 
Microagulhamento/Dermaroller: consiste em um pequeno rolo cheio de microagulhinhas, bem fininhas, que rolam sobre a superfície da pele a fim de promover uma renovação cutânea e a produção de colágeno, através da indução de um processo inflamatório cicatricial. É indicado para o tratamento de rugas, estrias e cicatrizes de acne, principalmente nas peles mais morenas, para as quais o laser de CO2 fracionado é restrito devido à propabilidade de complicações.
 
Diante de tantas opções, é necessário ter um acompanhamento dermatológico adequado para que se tenha uma indicação precisa do melhor procedimento de acordo com a necessidade de cada um.
 
*Membro da Academia Brasileira de Dermatologia e da Sociedade
Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia, e diretora administrativa
da Clínica Yaga Laser & Cosmiatria – adriana@yaga.com.br.

 




AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de Revista Mais. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Revista Mais poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.