Por que os peelings são tão procurados?

POR Dra. Adriana Lemos (CRM–32011)*

0
Criado em 12 de Agosto de 2013 Cuidar
A- A A+
Peeling significa, em português, descamação. Esse procedimento está no topo da lista dos mais procurados e dos mais realizados nos consultórios dermatológicos, apesar de atualmente estarem disponíveis várias outras tecnologias modernas. A explicação está no fato de que descamar a pele rejuvenesce, uma vez que acelera a “troca” ou a renovação, melhorando, assim, o fotoenvelhecimento,
a textura da superfície cutânea, as manchas e as rugas finas, o que resulta em uma pele mais viçosa e mais bonita.
 
Os tipos de peeling
Existem os peelings superficiais, médios e profundos, de acordo com a profundidade com que eles atingem as camadas da pele. Os mais realizados são os superficiais, porém, de forma seriada, em torno de quatro a cinco sessões, em intervalos de sete a 15 dias, para um efeito somatório satisfatório e de forma mais segura. Os peelings médios e profundos têm suas indicações mais restritas e maiores efeitos colaterais, mas seus resultados são mais rápidos e mais evidentes. Os peelings também se subdividem em abrasivo-mecânicos (cristal ou ultrassônicos), químicos e fotoativados por laser frio (o mais novo deles). Também há a possibilidade de associarmos mais de um tipo de peeling em uma mesma sessão, quando são denominados peelings combinados, a fim de otimizar os resultados.
 
O preparo da pele
Antes de iniciar o peeling, a pele deve ser preparada para receber melhor o tratamento, com a utilização domiciliar de formulação contendo ácido retinoico e agentes clareadores, durante, pelo menos, duas semanas antes. Essa medicação deve ser mantida durante todo o tratamento, que deve ser acompanhado de perto pelo médico dermatologista. Durante o dia, é necessário ser usado um protetor solar, porque a pele fica mais sensível à radiação do sol.
 
O peeling mais famoso
O grande representante de todos os peelings é, sem dúvida alguma, o ácido retinoico (químico). Seu uso clássico na dermatologia, em concentrações elevadas e de forma seriada, promove uma descamação uniforme que acelera o processo de renovação da pele e estimula a produção e reorganização do colágeno. Sua aplicação é muito confortável, sem queimação e sem comprometer a rotina da pessoa, já que a descamação resultante é discreta e não impede o convívio social. A permanência desse peeling na pele deve ser de seis a oito horas, quando, então, pode ser retirado com água e sabonete suave.
 
Os resultados
No dia seguinte ao peeling, a pele pode ficar levemente rosada e, após dois dias, começa uma fina descamação, que dura de três a cinco dias. Os resultados começam a ser percebidos logo depois do primeiro procedimento, com a sensação de evolução da textura da pele, que fica mais lisa. Com a continuação do tratamento, melhoram também as manchas e rugas finas. Os resultados atingem sempre grande satisfação entre seus adeptos, passando a fazer parte da rotina de quem busca sempre estar em sintonia perfeita com sua pele.
 
*Membro da Academia Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e diretora administrativa da Clínica Yaga Laser & Cosmiatria – adriana@yaga.com.br.



AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de Revista Mais. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Revista Mais poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.