Preenchimento nasal

Criado em 21 de Julho de 2016 Cuidar
A- A A+

Até há pouco tempo, a abordagem estética do nariz era exclusivamente cirúrgica, com pós-operatório de vários dias, edema e maior acometimento da face, exigindo do paciente afastamento da rotina diária. Hoje em dia, as técnicas não cirúrgicas minimamente invasivas já conseguem abordar diversas alterações estéticas com muita segurança e eficácia, mas existem ainda alguns casos em que só a cirurgia pode resolver a situação de forma definitiva.

Uma das principais técnicas não cirúrgicas para a remodelagem estética nasal é o preenchimento, que pode ser feito com ácido hialurônico ou outros tipos de preenchedores, como a hidroxiapatita de cálcio. É uma técnica que depende, principalmente, de quatro características que um bom profissional médico deve ter: aguçado senso estético, conhecimento da anatomia nasal, domínio da técnica e ciência das propriedades do produto escolhido. Se esses princípios forem respeitados, os resultados serão satisfatórios, suaves e discretos, podendo transformar a vida de muitas pessoas que realmente se incomodam com o formato de seu nariz e com a desarmonia facial que ele acarreta.

É um procedimento relativamente simples, realizado nos consultórios de dermatologia e de cirurgia plástica, sendo uma excelente opção àqueles que não querem se submeter a uma cirurgia ou que não podem se ausentar de sua rotina, uma vez que, com a técnica do preenchimento, o paciente pode retornar às suas atividades imediatamente, sem cortes ou maiores acometimentos. No nariz, podemos preencher o dorso e a ponta dele, os ângulos nasofrontal  e nasolabial, bem como a columela. Outra opção de que podemos lançar mão na rinomodelação não cirúrgica é elevar a ponta nasal, bloqueando a ação do músculo abaixador da ponta do nariz com a aplicação de toxina botulínica, combinando ou não as duas técnicas.

O preenchimento pode ser feito com anestesia local ou bloqueio anestésico, mas a maioria dos pacientes se dá muito bem simplesmente com a utilização de preenchedores, que já contêm anestésico diluído em sua formulação. 

O preenchimento nasal é um procedimento muito rápido, que dura em torno de 20 minutos, além de ser seguro e eficaz. Pode ser feito com agulhas muito finas ou com o uso de cânulas. Converse com seu dermatologista ou cirurgião plástico para entender melhor todas as possibilidades, que são realmente incríveis, e também para saber mais sobre os riscos, que não são pequenos em alguns casos, e, sobretudo, se sua situação pode ser abordada com essa técnica.

Dra. Adriana Lemos CRM 32011 | Membro da Academia Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia | Diretora Clínica e Administrativa da Clínica Yaga - Saúde, Beleza e Bem-Estar |  adrianalemos.com | @dra.adrianalemos | adriana@yaga.com.br | yaga.com.br | @clinicayaga




AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de Revista Mais. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Revista Mais poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.